Quais são as necessidades de um tester?

O que o motiva no seu trabalho como testador? Stephen Janaway, profissional de testes há 12 anos, tenta nos ajudar a entender nossas necessidades profissionais e a determinar como você pode deixar de sentir que trata-se apenas de um trabalho para um estado de “auto-atualização”.

A seguir, apontamos alguns dos principais aspectos discutidos por ele.

Stephen inicia fazendo uma relação com a pirâmide das necessidades de Maslow, tentando entender como as principais necessidades dos seres humanos são atendidas. Considerando, que de maneira geral as pessoas tem um grande desejo de atingir seu potencial, de progredir. Para Maslow, as pessoas que alcançaram o ponto de auto-atualização tinham características comuns, como: criatividade, espontaneidade, visão clara do certo e errado, etc.

Em seguida, ele monta a pirâmide associando cada um dos grupos as necessidades dos testadores, tentando esquecer descrições de cargo e funções, mas considerando o que nos satisfaz como testadores.

Stephen aborda que no nível mais básico (aceitação) a função é vista como algo que qualquer um pode fazer e que não é respeitado ou apoiado pelos superiores. No nível seguinte os testes passam a um nível de aprendizado, onde os mesmos são incluídos, mas vistos como algo irritante. No terceiro nível começa a existir o respeito e os testers são vistos como parte do time, consultados e respeitados. Já no nível de interação o negócio depende e percebe o valor adicionado pelos testes. Por fim, chegamos ao grupo onde há o reconhecimento interno e externo da comunidade, onde ele cita Maslow “O que um homem pode ser, ele deve ser.”.

Imagem1

Por fim, o palestrante pergunta: Em que nível você acredita estar? O que pode fazer para subir ou se manter no topo ?

Segue, abaixo, o vídeo da palestra, são apenas 15 minutos, bem objetivo e vale a reflexão.

TestBash 2.0 – A Tester’s Hierarchy of Needs – Stephen Janaway from Software Testing Club on Vimeo.

Anúncios

Vídeos – Google Test Automation Conference 2013

Nos dias 23 e 24 de Abril aconteceu mais uma edição do GTAC – Google Test Automation Conference. Dessa vez também acessível via streaming. Os vídeos das 16 horas de palestras também já estão disponíveis no YouTube, os quais compartilho com vocês no decorrer do post. Ainda não tive tempo de assistir a todas as palestras, mas tenho certeza que o nível do conteúdo é excelente, pois já assisti a vários vídeos dos anos anteriores.

As palestras estão divididas em dois vídeos, referentes a cada um dos dias do evento, porém a partir da agenda você pode saltar para a palestra que mais lhe interessar. Já assisti as 4 primeiras palestras do dia 1 e gostei bastante das duas primeiras.

Segue a lista das palestras e os vídeos.

Dia 1:

Duração Palestrante Empresa Tema
00:15:00 Tony Voellm Google Opening
00:45:00 Ari Shamash Google Evolution from Quality Assurance to Test Engineering
00:45:00 James Waldrop Twitter Testing Systems at Scale @Twitter
00:30:00 Break
00:45:00 David Burns and Malini Das Mozilla How Do You Test a Mobile OS?
01:00:00 Lunch
00:45:00 Igor Dorovskikh and Kaustubh Gawande Expedia Mobile Automation in Continuous Delivery Pipeline
00:15:00 David Röthlisberger YouView Automated Set-Top Box Testing with GStreamer and OpenCV
00:15:00 Ken Kania Google Webdriver for Chrome
00:15:00 Vojta Jina Google Karma – Test Runner for JavaScript
00:15:00 Patrik Höglund Google Automated Video Quality Measurements
00:15:00 Minal Mishra Netflix When Bad Things Happen to Good Applications…
00:30:00 Break
00:45:00 Tao Xie North Carolina State University Testing for Educational Gaming and Educational Gaming for Testing
00:45:00 Simon Stewart Facebook How Facebook Tests Facebook on Android
00:15:00

Dia 2:

Duração Palestrante Empresa Tema
00:15:00 Opening
00:45:00 Mark Trostler Google Testable JavaScript – Architecting Your Application for Testability
00:45:00 Thomas Knych, Stefan Ramsauer, Valera Zakharov Google Breaking the Matrix – Android Testing at Scale
00:30:00 Break
00:45:00 Guang Zhu (朱光) and Adam Momtaz Google Android UI Automation
01:00:00 Lunch
00:45:00 Jonathan Lipps Sauce Labs Appium: Automation for Mobile Apps
00:15:00 Eduardo Bravo Google Building Scalable Mobile Test Infrastructure for Google+ Mobile
00:15:00 Valera Zakharov Google Espresso: Fresh Start to Android UI Testing
00:15:00 Michael Klepikov Google Web Performance Testing with WebDriver
00:15:00 Yvette Nameth, Brendan Dhein Google Continuous Maps Data Testing
00:15:00 Celal Ziftci, Vivek Ramavajjala University of California, San Diego Finding Culprits Automatically in Failing Builds – i.e. Who Broke the Build?
00:30:00 Break
00:45:00 Katerina Goseva-Popstojanova West Virginia University Empirical Investigation of Software Product Line Quality
00:30:00 Kostya Serebryany Google AddressSanitizer, ThreadSanitizer and MemorySanitizer — Dynamic Testing Tools for C++.
00:30:00 Claudio Criscione Google Drinking the Ocean – Finding XSS at Google Scale
00:05:00

Teste está morto parte 1

Não restam dúvidas de que automação de testes é uma atividade fundamental no desenvolvimento de sistemas. Desde os testes unitários até os de aceitação precisamos cada vez mais de uma estrutura que permita a entrega de aplicações de maior qualidade num menor espaço de tempo.

Na internet existem diversos materiais e vídeos, que podem nos ajudar a progredir nesse caminho. A indicação de hoje são os vídeos do Google Testing Automation Conference, conferência do google, que reúne os mais respeitados profissionais. Na página da conferência você encontra os vídeos e os slides das palestras realizadas. Buscando um pouco mais você pode encontrar também os vídeos das edições anteriores.

GTAC 2011 - Logo

A palestra de abertura da edição de 2011, apresentada por Alberto Savoia, têm como título Test is Dead (Teste está morto), ficou curioso? De forma brilhante, o mesmo passeia pelas metodologias de desenvolvimento de software, finalizando com os motivos que o levam a crer que o teste está morto.

São 35 minutos de palestra, somados a 15 minutos de perguntas. Logo, caso não possa parar agora, guarde o link e assista numa melhor oportunidade, vale bastante a pena.

Quer saber mais sobre como o pessoal testa as aplicações no google? Acesse o blog mantido por eles.

Outros vídeos interessantes do pessoal do google podem ser encontrados na página do youtube – Google Tech Talks.

Na próxima semana, publico a parte dois do post, onde comentarei sobre alguns dos pontos discutidos na palestra acima.