O facebook está piorando nossas vidas

CONTEXTO

Você também acha isso? ou não? Talvez você até ache que o facebook é muito legal pelo simples motivo que você pode encontrar as pessoas que você não tinha mais contato e parentes distantes não é mesmo?

Pois eu vou lhe dizer que você provavelmente está errado!! Ainda não é o momento de ficar com raiva de mim, eu nem entrei em detalhes nem justifiquei o porquê estou dizendo isso. Mas aqui vão os detalhes, e se você está mesmo interessado nisso é porquê você ama o facebook ou porquê você odeia (ou nenhum dois dois, você está somente curioso :P)! O texto ficou um pouco extenso, mas seria maravilhoso que você pudesse ler tudo e deixar sua opinião.

 CASO GERAL

Você está no facebook e reencontra e encontra muita gente que você conheceu no passado, gente que você gostava e também gente que você não gostava. Todos esses estarão lá marcando mais um número na sua lista de amigos. Além desses existem outros que você precisa fazer um esforço mental muito grande para lembrar quem são, e ainda existe, PASMEM, aqueles que a gente adiciona sem nem conhecer (não me pergunte o motivo).

Você tem então 100, ou 500 ou 1000 ou ainda 5000. O mais triste de tudo é que na vida real você tem uma roda de amigos de uns cinco ou dez amigos que você gosta, se importa e mantém contato regular. E dentre esses você tem um ou dois que você sabe que pode contar a qualquer momento e que são amigos pra toda hora. Você não acha isso interessante? ou será que a palavra melhor aqui seria triste?

CASO MUITO COMUM 1

Você adicionou algumas pessoas que estudaram com você a 15 (ou mesmo dois) anos atrás. Foi legal rever essa pessoa né? Mas e aí?? O que acontece agora??

Até onde me consta (e olhe que eu sou um usuário ativo do facebook, pelo menos até agora…) o que vai acontecer é o seguinte: Você vai começar a “curtir” algumas fotos e comentar algumas atualizações da pessoa, e vice-versa, a pessoa também vai muito provavelmente fazer isso com você. E PONTO FINAL. O relacionamento é limitado a isso, e esse é o assunto do próximo caso.

Você vai se encontrar, sair com essa pessoa, convidá-la pra sua casa, ou fazer uma ligação e conversar com ela? MUITO PROVAVELMENTE não!

CASO MUITO COMUM 2

Sabe aquela sensação que você tinha antigamente quando recebia uma carta? Era muito legal, você sabia que alguém (que provavelmente se importava o suficiente com você para isso) tinha gastado o tempo dela para escrever algo para você.

Tudo bem que o email veio aí e substituiu praticamente por completo essa situação que acabei de descrever. Mas ainda hoje, a sensação de receber um email (destinado a você somente) é algo muito precioso (pelo menos para mim) e ainda me dá uma sensação de alegria muito grande. No meio de tantas propagandas e correntes enviadas por email, receber um email destinado somente a você é coisa muito boa. Nesse caso alguém também gastou o tempo dela escrevendo algo para você, ou enviando fotos, ou algo do tipo (muito provavelmente pelo simples motivo que ela se importa com você e provavelmente isso é recíproco).

Não estou aqui para dizer que as pessoas pararam de se importar umas com as outras, o problema de hoje em dia é que existe uma ferramenta que nos encaminha cada vez mais na direção de pararmos de nos importar uns com os outros (como pessoas físicas que somos, e não virtuais). Essa ferramenta se chama CURTIR.

Quando você mora distante dos amigos e família (que é o meu caso), você começa a perceber que a quantidade de pessoas que curtem uma foto sua no facebook é muito grande. Até aí tudo bem, mas se você for comparar a quantidade de pessoas que curtem com a quantidade de pessoas que fazem uma ligação para você, ou mesmo que enviam um email para você procurando saber como você está, você vai ver que existe algo errado. Afinal, você tem 100 amigos que curtiram uma foto ou 2 que realmente se importam e procuram se comunicar com você?

E não vale dizer que: “Ah, acho que não ligam nem falam com as pessoas porque já vêem que elas estão bem pelo facebook!”. Isso para mim não cola de jeito nenhum.

CONCLUSÃO

Meu amigo leitor, se você chegou até aqui (sem pular nada do texto) você está de parabéns! 🙂 E eu gostaria de fazer uma recomendação para você. Se você gosta de alguém, e dá realmente valor a alguma pessoa, além de curtir a foto dessa pessoa no facebook, procure também saber como ela está, faça uma ligação, mande uma carta, mande um email, ou até mande uma mensagem privada no facebook mesmo. Mas, por favor, não deixem nossas relações se resumirem a meros clicks em um botão de CURTIR. Curta a vida fora do facebook.

PÓS-CONCLUSÃO

Ainda tenho outros casos muito comuns em mente, que pioram nossa vida. No futuro teremos outro post nessa direção, então se você gostou (ou se odiou) você precisa voltar aqui daqui a algum tempo.

Anúncios