Como Automatizar Testes de aplicações Android – Parte 1 (O desafio)

Olá pessoal,  este ano vou começar com uma pequena série de posts e um pouco DIFERENTE dos posts habituais para falar mais uma vez de teste na prática. Obviamente para ser diferente eu vou deixar este primeiro post um desafio para todos assim como eu tive um desafio no final do ano passado para  preparar e ministrar uma disciplina de teste de software para uma turma de desenvolvedores que estava participando de um curso de desenvolvimento para Android. Preocupado em deixar as aulas de teste mais interessantes,  eu arrisquei adaptar meu material para algo que fosse bastante prático e relevante para essa turma e por isso dei uma estudada no Android e como desenvolver aplicações e criar testes automáticos para o mesmo e acabei descobrindo algumas coisas que o SDK disponibiliza que gostaria de compartilhar com vocês.

Antes de começarmos a desenvolver testes para o Android, preciso passar  algumas informações relevantes para que todos possam conseguir ter um entendimento completo de como automatizar alguns testes para aplicações em Android e também consigam completar o desafio que deixarei neste post.

Para podermos automatizar testes para aplicações Android, precisamos entender alguns de seus componentes básicos, que são: Activities, Services, Content Providers e Broadcast Receivers.

Activities – Uma activity é um dos componentes do Android mais usados nas aplicações pois ele é que  fornece uma tela com a qual os usuários podem interagir. Por exemplo dicar um número de telefone, escrever uma sms, ou visualizar um mapa. Para cada activity é dada uma “janela” na qual “desenhamos” uma  interface de usuário. As “janelas” normalmente preenche toda a tela, mas também podem ser menores do que a tela e flutuar em cima de outras “janelas”.

Services – São componentes de aplicação que podem executar operações de longa duração em segundo plano, portanto não fornecem uma interface de usuário. Um serviço pode ser iniciado por uma aplicação e ele continuará a ser executado em segundo plano, mesmo se o usuário trocar para outra aplicação.

Content Providers – Como o nome já explica, Content Providers é componente responsável por armazenar e recuperar os dados e torna-los acessível para todas as aplicações, ou seja são os provedores de conteúdo. A única forma de compartilhar dados entre aplicações no Android é através de content providers, pois não existe área de armazenamento comum que todos os pacotes Android podem acessar.

Broadcast Receivers – É um componente que responde a anúncios de todo o sistema de broadcast. Muitos brodcast provenientes do sistema, como um broadcast anunciando que a bateria está fraca ou uma sms foi recebida. As aplicações também podem iniciar os broadcast, por exemplo, para permitir que outras aplicações saibam que alguns dados foram disponibilizados para eles usarem. Os broadcast receivers também não possuem interface de usuário, mas eles podem criar uma notificação de barra de status para alertar o usuário quando um evento de broadcast ocorreu.

Bem , depois desta uma breve introdução, vamos por a mão na massa e desenvolver uma calculadora bem simples para que depois possamos automatizar alguns testes para essa aplicação. Quem quiser se aprofundar um pouco mais sobre como desenvolver aplicações para Android pode dar uma olhada neste site para desenvolvedor da Google.
Essa calculadora que desenvolvi possui algumas restrições para cada uma das operações básicas (somar, subtrair, multiplicar e dividir) com o objetivo de exemplificar o uso de algumas técnicas de criação de teste para os alunos da turma e essas técnicas de criação de testes não vem ao caso neste post nem nos seguintes que virão, o nosso objetivo aqui é explicar como desenvolver e automatizar testes para aplicações Android. Outro fator relevante que devo deixar claro é que eu utilizei o eclipse com o plugin ADT para desenvolver meu projeto em Android. Para saber como configurar seu ambiente, veja aqui.
Após configurar o ambiente vamos ao nosso desafio:
Vou deixar alguns requisitos básicos da nossa calculadora para que você possam tentar desenvolver e no próximos post  disponibilizarei o nosso código e explicarei passo a passo como o desenvolvi.  Logo abaixo segue os requisitos da aplicação que vamos automatizar os testes mais na frente:

Nome: Aplicativo Calculadora Fajuta 

[REQ001] Tela principal deve possuir dois campos (EditTexts) para inserir valores e um botão (Button) de cada  funcionalidade da calculadora, que são:
– SOMAR
– SUBTRAIR
– MULTIPLICAR
– DIVIDIR

[REQ002] A operação SOMAR  só efetua soma de números entre 0 e 10, pois a calculadora é fajuta. O resultado deve ser mostrado em um texto (TextView) no canto inferior da tela.

[REQ003] A operação SUBTRAIR é um pouco mais evoluída e consegue efetuar a subtração de números entre 0 e 50. O resultado deve ser mostrado em um texto no canto inferior da tela e caso seja um resultado negativo, o mesmo deve estar na cor vermelha.

[REQ004]  A operação MULTIPLICAR  deve multiplicar  apenas números pares.

[REQ005] A operação DIVIDIR, da mesma forma da operação Somar, só efetua a divisão de números entre 0 e 10.

E claro que qualquer dúvida por mais simples que seja, podem comentar aqui neste post e terei o prazer de responder o mais rápido possível. Para os mais tímidos, podem me mandar um email que tem no meu perfil aqui do Bdb.  Boa sorte a todos !!! 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s